TEAM PEUGEOT TOTAL NO WILD RODEO DO TEXAS

wrx

29 e 30.09.2018 | 10º PROVA – CIRCUIT OF THE AMERICAS (EUA)

O Campeonato do Mundo FIA de Ralicross rumou, pela primeira vez na sua jovem história, ao Estado norte-americano do Texas, para um evento realizado no Circuit of the Americas, no passado fim de semana. Naquele que foi um verdadeiro wild rodeo para o Team PEUGEOT Total, Sébastien Loeb terminou a Final no 4º lugar e Timmy Hansen em 6º, depois de lhe ser atribuída uma penalização de 5 segundos (devido a um contacto com Ekström). Ambos conduziram a mais recente geração do PEUGEOT 208 WRX Evo e demonstraram um bom progresso em termos de estratégia de arranques. Pelo caminho, a equipa teve que lidar com diversos desafios, provocados pelas variações do tempo e por uma mudança de motor no carro de Timmy Hansen, feita em apenas 1 hora na manhã de domingo (entre a Q3 e a Q4). Também alvo de uma penalização de 5 segundos na Q2, Loeb foi vítima de outros incidentes de corrida ao longo da prova, tendo ficado, várias vezes, preso no meio do pelotão, num circuito estreito onde não existem oportunidades de ultrapassagem. Quanto a Kevin Hansen, chegou até à Semi-Final e terminou no 7ºlugar da geral. Engenheiros e mecânicos da PEUGEOT Sport vão continuar a trabalhar no desenvolvimento das viaturas e dos processos para as duas restantes provas do presente calendário.

wrx

Bruno FAMIN, PEUGEOT SPORT Director, Diretor do Team PEUGEOT Total

“O ralicross é uma das disciplinas mais exigentes do automobilismo e, mais uma vez, vimos isso ao vivo em Austin. Pelo lado positivo, vimos que a velocidade do carro está lá, levando, de novo, dois carros até à Final e lutado pelas posições de topo durante todo o fim de semana. Por outro lado, as nossas ambições não estão apenas limitadas a esse objetivo, estando bastante claro que se queremos ganhar de modo consistente precisamos de continuar a trabalhar a fundo. Há muitos elementos complexos que compõem um fim de semana de ralicross, sendo que ainda nos faltam resolver alguns. Não há uma grande diferença para recuperar, mas, com carros e pilotos tão equilibrados, o menor elemento faz uma grande diferença. Estamos certos que estamos a tirar o máximo partido da experiência e aprendizagem em cada ronda, naquela que é a nossa primeira temporada como equipa de fábrica, contra adversários muito experientes e talentosos. Vamos usar os dados recolhidos para trabalhar ainda mais para atingir esses objetivos, que agora sabemos serem perfeitamente atingíveis,se continuarmos a trabalhar de um modo sustentado. Dou os parabéns ao Johan Kristoffersson por um título inteiramente merecido, ele que, este ano, tem ilustrado o quão alto a fasquia foi colocada neste desporto. “

Sébastien Loeb, PEUGEOT 208 WRX #9

"Foi, de novo, um fim de semana complicado. Tínhamos uma boa velocidade, mas sofri uma penalização na Q2 e paguei um preço muito alto por isso, ficando preso no pelotão da Q4. Já a Semi-Final foi-me favorável, mas quando se começa lá atrás é difícil ultrapassar, em especial neste traçado. Terminei-a em 2º e depois fui 4º na Final, outra corrida muito dura. Fui empurrado na 1ª curva da Joker Lap e fi-la completamente por fora. Todos os carros que lá estavam aproveitaram a oportunidade para me passar por dentro, bem à minha frente. Dado que a minha estratégia para a Joker Lap já estava comprometida, não tinha muito mais que pudesse fazer. Ainda assim, somámos alguns pontos, pelo que vamos seguir em frente."

Timmy Hansen, PEUGEOT 208 WRX #21

"Foi um fim de semana difícil de corridas: tivemos que lutar a partir de baixo e subir passo a passo na classificação. Penso ter sido um bom resultado ter chegado à Final que teve todos os 6 carros de fábrica. Apesar de ter dado o meu melhor, esta foi uma Final muito monótona, uma vez que não há oportunidades de se ultrapassar nesta pista. Terminei um lugar acima da posição em que arranquei, pelo que penso que devemos estar felizes com o fim de semana, após tudo o que passámos, por estarmos na Final e por terminar no 5º lugar”.*

* Nota: as declarações foram obtidas antes da atribuição da penalização final de 5 segundos.

Kevin Hansen, PEUGEOT 208 WRX #71

“Não era bem esse tipo de fim de semana que tinha em mente. Acho que tinha uma velocidade muito boa, mas a Semi-Final foi muito difícil para mim. Estou um pouco desiludido pelo facto de não ter podido usar a velocidade que tinha neste fim de semana para lutar devidamente por um lugar no pódio. É uma pena mas, ainda assim, senti-me bem no carro. Nos fins de semana anteriores andámos a lutar um pouco com os set-ups e agora o sentimento melhorou bastante. Em resumo: não estou super feliz, mas quero continuar a evoluir. Segue-se Estering, uma das minhas pistas preferidas, pelo que mal posso esperar por essa prova. Neste fim de semana tivemos um bom ritmo e eu tive um bom feeling, algo que vou levar na minha bagagem na viagem para a Alemanha.”

wrx

RESULTADO DA FINAL - CIRCUITO DAS AMÉRICAS

  1. Johan KRISTOFFERSON - 03:31.118
  2. Petter SOLBERG - 03:31.718
  3. Andreas BAKKERUD - 03:32.813
  4. Sébastien LOEB - 03:33.441
  5. Mattias EKSTRÖM - 03:39.187
  6. Timmy HANSEN – 03:40.954 (03:35.954 na corrida + 5 segundos de penalização)

CAMPEONATO DE PILOTOS (após 10ª prova de 12)

  1. Johan KRISTOFFERSSON / Volkswagen Polo R - 281 pontos
  2. Mattias EKSTRÖM / Audi S1 - 204
  3. Petter SOLBERG / Volkswagen Polo R - 202
  4. Andreas BAKKERUD / Audi S1 - 200
  5. Sébastien LOEB / PEUGEOT 208 WRX - 195
  6. Timmy HANSEN / PEUGEOT 208 WRX - 163
  7. Niclas GRÖNHOLM / Hyundai i20 - 124
  8. Kevin HANSEN / PEUGEOT 208 WRX - 113
  9. Janis BAUMANIS / Ford Fiesta - 79
  10. Timur TIMERZYANOV / Hyundai i20 - 77

CAMPEONATO DE EQUIPAS (após 10ª prova de 12) 

  1. PSRX Volkswagen Sweden - 483 pontos
  2. EKS Audi Sport - 404
  3. Team PEUGEOT Total - 358
  4. GRX Taneco - 201
  5. GC Kompetition - 130
  6. Olsbergs MSE - 50

PRÓXIMA PROVA (11 de 12): Alemanha, 13 e 14 outubro…

A penúltima prova do Campeonato do Mundo FIA de Ralicross mostra um contraste enorme com a jornada dos EUA, em Austin. Será disputada em Estering (Alemanha), um circuito tradicional de ralicross, localizado no campo, a cerca de 35 km de Hamburgo. Com menos de 1 quilómetro de perímetro, é rápido e fluído, integrando uma apertada Joker Lap. Faz parte do calendário do World RX desde 2014, mas ali se realizam provas de ralicross há mais de 40 anos, razão porque este lugar atrai sempre uma enorme multidão de entusiastas.