WLTP

Protocolo WLTP Peugeot

WLTP

WLTP

 Procedimento de Teste Global Harmonizado para Veículos Ligeiros.

O protocolo WLTP (Worldwide Harmonized Vehicle Test Procedure ou Procedimento de Teste Global Harmonizado para Veículos Ligeiros.) é usado para a aprovação dos veículos na União Europeia. Determina um novo ciclo de testes e um novo procedimento para a medição do consumo de combustíveis, CO2 e emissões de poluentes regulados em viaturas ligeirasVeículos ligeiros de passageiros e comerciais ligeiros < = 3,5 toneladas   sob condições laboratoriais estandardizadas.

O protocolo WLTP veio substituir o anterior padrão New European Driving Cycle (NEDC) em uso desde 1992. Em 2017, todos os veículos lançados pela primeira vez no mercado precisam de ter a aprovação WLTP. Desde setembro de 2018, todos os veículos novos têm de ter a aprovação WLTP. Este novo protocolo de testes laboratoriais é complementado pela medição de emissões poluentes durante a utilização em condições reais: Real Driving Emission (RDE).

O novo protocolo WLTP oferece aos consumidores uma perspetiva mais real e fiável dos consumos expectáveis e emissões de CO2.

 

A PEUGEOT E O NOVO PROTOCOLO WLTP

Em termos das emissões poluentes, os veículos Peugeot equipados com motores Euro 6.2Padrão Europeu que define os limites para as emissões poluentes   cumprem agora com os níveis de emissões requeridos desde setembro de 2020.

Graças às criteriosas escolhas tecnológicas implementadas em antecipação das regulamentações (SRCRedução catalítica seletiva   para veículos a diesel e FAPFiltro de partículas  para veículos a gasolina), os Veículos  Peugeot já obtiveram a aprovação WLTP (obrigatória para todos os veículos de passageiros desde setembro de 2018), e que é mais próxima e coerente com utilização real que os clientes fazem das suas viaturas.

O Grupo PSA tem apoiado publicamente a introdução deste novo procedimento deste o início de 2015. Para além disso, no sentido de manter os seus clientes bem informados, o Grupo PSA vem implementando práticas de transparência, nomeadamente ao publicar nos sites das respetivas marcas os valores dos consumos dos seus modelos desde 2016, e as suas emissões de NOxÓxido de nitrogénio   desde março de 2018, dados recolhidos em situações reais de utilização, de acordo com um protocolo desenvolvido com NGOs (T&E e FNE) e certificado por um terceiro organismo independente (o Bureau Veritas).

O QUE MUDA COM O WLTP?

Alterações aos procedimentos dos testes standardizados

Medição das emissões para que possam ser considerados ajustes aos veículos individuais
 
Distância mais longa percorrida entre ciclos
 
Testes realizados a velocidades superiores

 
Comportamento ao volante mais nervoso e realista
 
Tempos de ciclo mais longos
 

DO NEDC AO WLTP

Um dos objetivos do procedimento WLTP é assegurar uma melhor representação das condições reais de utilização dos veículos e das atuais tecnologias no momento da aprovação. São definidas, assim, condições de testagem mais rígidas assim como um perfil de condução mais dinâmico do que o preconizado pelo anterior padrão NEDC, desenvolvido na década de 1990. As conclusões WLTP tomam por base dados reais de condução, enquanto que o padrão NEDC se baseava em perfis de condução teóricos.

A testagem WLTP produz valores de maior acuidade uma vez que toma em consideração as especificações de cada veículo, incluindo todo o equipamento opcional, o que pode ter uma influência decisiva no consumo de combustível e nas emissões de CO2. Os valores WLTP são, em alguns casos, mais elevados do que os valores NEDC para o mesmo veículo. Isso não significa que a performance em consumo de combustível se degradou, trata-se simplesmente de uma nova medição baseada num referencial mais rigoroso, mais longo, que traduz assim melhor as utilizações atuais das viaturas.

PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE OS DOIS PROCEDIMENTOS DE TESTE NEDC VS WLTP

NEDC WLTP
Ciclo de testagem
Ciclo de teste único
 Ciclo dinâmico mais representativo das reais condições de condução
Duração do ciclo
20 minutos
30 minutos
Distância do ciclo
11 quilómetros
 23,25 quilómetros

Fases de condução
2 fases, 66% condução urbana e 34% condução rural
 4 fases mais dinâmicas, 52% condução urbana e 48% condução rural
Velocidade média
 34 km/h 46,5 km/h
Velocidade máxima
120 km/h 131 km/h
Influência das opções individuais
O NEDC não considera do impacto da performance energética e das emissões de CO2 .
Funcionalidades adicionais (que podem variar consoante o modelo) são tidas em conta.
Alterações de velocidade
 Alterações de velocidade fixas
 Pontos de passagem calculados para cada veículo
Temperaturas de teste
Medições entre os 20º C e os 30 °C
Testes realizados sob condições de 23 °C, CO2 corrigido a 14 °C

EMISSÕES EM SITUAÇÕES REAIS DE CONDUÇÃO

Real Driving Emissions - RDE

Desde setembro de 2018, para além do tipo de protocolo de aprovação WLTP, todos os fabricantes devem medir as emissões (RDE) dos seus modelos em circunstâncias reais de todos os veículos vendidos na UE, Suíça, Turquia, Noruega, Liechtenstein, Israel e Irlanda

Durante estes testes RDE, as emissões de poluentes como os óxidos de nitrogénio (NOx) de partículas finas são medidas em estrada aberta para uma observação e registo mais realista.

Perguntas Mais Frequentes — FAQs

O que significa WLTP?

WLTP significa ""Worldwide Harmonized Light Vehicles Test Procedure"".

Este é um novo procedimento de teste que oferece uma análise mais realista do consumo de combustível e das emissões de CO2 dos veículos. Desde setembro de 2018 que todos os veículos registados pela primeira vez passam a ter certificação WLTP. O protocolo WLTP está gradualmente a substituir o anterior procedimento NEDC (New European Driving Cycle).

O que é um ciclo de condução WLTP?

O consumo de combustível e as emissões de um veículo dependem sempre do estilo de condução da pessoa, o que justifica por que uma grande quantidade de dados puderam ser compilados ao abrigo do procedimento WLTP. Estes dados são usados para definir quatro fases representativas com quatro velocidades médias: baixa, média, alta e muito alta.

Durante cada uma destas fases, diferentes situações são medidas, travagens, acelerações e paragens, de diferentes formas de modo a refletir situações de todos os dias. A combinação destas fases resulta naquilo a que se convencionou chamar o ""ciclo de condução"".

O consumo de combustível é apresentado para quatro situações de condução diferentes, com um valor geral combinado para veículos a gasolina, diesel, híbridos e híbridos plug-in.

O que significa WLTP para mim?

A entrada em vigor do protocolo WLTP significa que o consumo de combustível e as emissões CO2 indicadas na descrição de um veículo refletem com maior exatidão os valores registados em situações de condução reais.

O procedimento WLTP, tomando em linha de conta as opções individuais (p. ex. pneus de inverno ou tejadilho de vidro) resulta mais realista no tocante à configuração exata dos veículos.

Os valores mais realistas significam naturalmente que as viaturas equipadas com um motor térmico apresentam valores de consumo e de emissões mais elevados, enquanto as viaturas eléctricas (incluindo os híbridos plug-in) apresentam uma autonomia reduzida. Até 31 de dezembro de 2018, o Imposto Sobre Veículos (ISV) incidiu sobre as emissões correlacionadas (NEDC2). A partir de 1 de janeiro de 2019, aplica-se em Portugal a nova fiscalidade definida em Orçamento de Estado.

O que significa RDE?

RDE significa ""Real Driving Emissions"" (emissões em condução real). Trata-se de um novo procedimento de medição de poluentes como os óxidos de nitrogénio (NOx) e as partículas finas.

Tal como o nome sugere, as RDEs são medidas  em situação de condução em estrada aberta, e não num laboratório. Estas medidas são obtidas usando um dispositivo inteligente chamado PEMS (Portable Emissions Measurement System, ou sistema portátil de medição de emissões) que é acoplado à traseira do veículo durante o teste.

O que significa EURO 6?

Euro 6 é o padrão em vigor que define os limites para as emissões poluentes. Define os valores máximos para os valores das emissões de partículas finas e de óxidos de nitrogénio que são mais baixos do que o anterior padrão Euro 5.

Desde setembro de 2018, o padrão Euro 6 entrou na segunda fase: o padrão Euro 6.2. Exige agora limites ainda mais baixos para a emissão de partículas para os veículos com motor a gasolina, do que o exigido na fase anterior.

O que é Selective Catalytic Reduction (redução catalítica seletiva)?

No sentido de reduzir ainda mais os valores de emissões poluentes de um veículo, é adicionada amónio líquido, chamado AdBlue®, aos sistemas de escape dos veículos a diesel. Selective Catalytic Reduction (SCR) com AdBlue® pode reduzir até 90% as emissões de óxidos de nitrogénio. Ou seja, resta apenas vapor de água, nitrogénio e CO2.

O que é um procedimento de aprovação?

Trata-se de um conjunto de parâmetros padronizados, que incluem o ciclo de teste, e que permitem que os veículos sejam homologados.
Da mesma forma, um único procedimento de aprovação torna possível comparar o consumo de combustível e as emissões de CO2 entre diferentes veículos.
O NEDC (New European Driving Cycle) esteve em vigor desde 1992, tendo sido substituído pelo WLTP em setembro de 2018.

Porquê a mudança do procedimento de aprovação?

O anterior procedimento NEDC era considerado não representativo daquilo que é uma utilização real.
O consumo comunicado, medido com WLTP, estará mais próximo do consumo registado pelos nossos clientes.

E o consumo de combustível do meu veículo irá aumentar?

Com os novos valores WLTP não se prevê qualquer impacto no consumo de combustível do seu veículo. O procedimento de testagem WLTP resulta em valores mais elevados de CO2/g/km para o mesmo veículo quando comparado com o NEDC, apenas porque o primeiro é um teste mais longo e mais rigoroso — o que significa que o WLTP reflete melhor a atual realidade. Por outras palavras, um valor de CO2 não corresponde a um maior índice de consumo de combustível, mas sim a um valor mais realista de CO2 dada a alteração na metodologia dos testes.

QUAIS SÃO OS PRAZOS FINAIS DE APLICAÇÃO?

Viaturas ligeiras de passageiros:

  • A homologação WLTP aplica-se desde 1 de setembro de 2018
  • As medições WLTP para efeitos fiscais aplicam-se para as viaturas comercializadas desde 1 de janeiro de 2019