SKIP TO CONTENT

O hidrogénio de série da PEUGEOT

Levando cada vez mais longe a sua exigência de reduzir drasticamente as emissões locais dos seus veículos, a PEUGEOT torna-se um dos primeiros construtores a disponibilizar, de série, desde 2021, no segmento de furgões comerciais compactos, além dos seus modelos térmicos e elétricos (a bateria), uma versão elétrica alimentada por uma pilha de combustível a hidrogénio (hydrogen fuel cell), composto por:

  • Uma pilha de combustível produzindo a eletricidade necessária à propulsão do veículo, através do hidrogénio armazenado a bordo num reservatório,
  • Uma bateria recarregável de alta tensão (iões de lítio), com uma capacidade de 10,5 kWh que pode ser carregada na rede elétrica e que também alimenta o motor elétrico (em determinadas fases de condução).

 

Com uma forte personalidade, acedendo aos centros urbanos em silêncio, sem emissões de CO2 e sem compromissos no que respeita ao desempenho em termos de utilidade, o novo PEUGEOT e-EXPERT Hydrogen constitui uma oferta de mobilidade suplementar. Em resposta às expetativas e às necessidades dos Clientes profissionais, assim como, inúmeras comunidades urbanas sedentas e preocupadas em preservar a qualidade de vida dos seus habitantes.

 

 

O novo PEUGEOT e-EXPERT Hydrogen torna-se assim, o “último símbolo” da estratégia da Marca ”Extended power of choice”, permitindo a cada Cliente, a escolha dentro de uma vasta gama de motorizações, o mais adaptado possível ao seu próprio tipo de utilização. 

 

A versão elétrica com pilha de combustível a hidrogénio confirma o rápido lançamento e implementação da oferta elétrica na gama Peugeot EXPERT. Após introdução do modelo e-EXPERT (com bateria) em 2020,  eleito “International Van of The Year” no início de 2021 e 6º veículo PEUGEOT a receber este prestigiante troféu, desde 1992.

 

O novo PEUGEOT e-EXPERT distingue-se através de:

 

  • Uma capacidade de realizar todos os trajetos sem emissões de CO2,
  • Uma capacidade de abastecer completamente o reservatório de hidrogénio em 3 minutos, disponibilizando uma autonomia de 400 km em ciclo WLTP (em curso de homologação),
  • Uma tomada de carregamento para a bateria de alta tensão,
  • 2 comprimentos disponíveis (Standard e Long) apresentando as mesmas características de volume de carga que as versões diesel e elétrica a bateria,
  • Um volume de carga até 6,1 m³,
  • Uma carga útil até 1.100 kg,
  • Uma capacidade de reboque até 1.000 kg.

A tecnologia das pilhas de combustível a hidrogénio é a resposta para os profissionais, cujas necessidades e tipos de utilização são cada vez mais diferenciados e complexos, garantindo uma maior liberdade no exercício das suas atividades. Este permite:

 

  • Uma maior autonomia, crucial, uma vez que a grande maioria dos furgões compactos operam mas zonas de periferia e centros urbanos, onde existe uma forte densidade populacional, ou ainda, a exigência de uma solução de zero emissões (cada vez mais presente),
  • A plena preservação de uma das funções essenciais dos Veículos Comerciais Ligeiros (VCL): o transporte de objetos volumosos e pesados,
  • Uma flexibilidade logística e uma otimização de utilização, inéditas. 

 

A solução designada por “mid-power plug-in hydrogen fuel cell electric” combina as vantagens do hidrogénio com a tecnologia das baterias e da tração elétrica.

O hidrogénio contido no reservatório, alimenta a pilha de combustível, que produz a eletricidade necessária para a propulsão do veículo nas longas distâncias, da mesma forma que a bateria de alta tensão fornece, entre outras coisas, a energia (potência) necessária para garantir uma boa performance dinâmica. Todo este sistema, está integrado no veículo, de tal forma que, não impõe nenhum constrangimento em termos de volume ou de carga útil.

 

A partir de agora, com o anúncio de inúmeros projetos internacionais, o hidrogénio passa a ser um pilar principal na transição energética. Principalmente na Europa, o ecossistema desenvolve-se e os investimentos da “European Clean Hydrogen Alliance” são estimados em aproximadamente 60 mil milhões de € (para promover esta solução). O número de estações de hidrogénio na Europa está em constante evolução e a Marca PEUGEOT trabalha diretamente com os fornecedores de energia, para disponibilizar ofertas em “packs”.

Uma tecnologia de nova geração

Com base na plataforma “multi-energia” modular EMP2 (Efficient Modular Platform), o novo PEUGEOT e-EXPERT Hydrogen é um veículo completamente elétrico, combinando duas fontes de energia elétrica embarcadas, os elementos que constituem esta tecnologia são os seguintes:

  • Uma pilha de combustível a hidrogénio, localizada no compartimento do motor, na parte dianteira do veículo, esta fornece eletricidade ao motor elétrico, combinado e utilizando o hidrogénio contido no reservatório e o oxigénio do ar. Este liberta apenas vapor de água pelo tubo de escape.
  • Um motor elétrico de “ímanes permanentes” com uma potência máxima de 100 kW, e que desenvolve (entrega) um binário máximo de 260 Nm. Localizado no eixo dianteiro, esta cadeia de tração elétrica é semelhante à que temos no PEUGEOT e-EXPERT (modelo elétrico a bateria), que se distingue, nomeadamente, por um redutor adaptado aos constrangimentos de carga, derivados do tipo de utilização dos veículos comerciais.
  • Uma bateria de alta tensão (iões e lítio), localizada por baixo dos bancos da cabine, esta tem uma capacidade de 10,5 kWh e uma potência de 90 kW.
  • Um carregador de bordo, trifásico (11 kW), localizado no compartimento do motor.
  • Um sistema de reservatórios, que consiste em 3 depósitos de armazenamento de hidrogénio, localizados por baixo do piso e com uma capacidade total de 4,4 kg (a uma pressão de 700 bars).

 

O novo PEUGEOT e-EXPERT Hydrogen disponibiliza uma autonomia (acumulada) até 400 km, de acordo com o protocolo de homologação WLTP (Worlwide harmonized Light vehicules Test Procedures, veículo em curso de homologação), sendo esta repartida da seguinte forma:

  • 350 km via pilha de combustível a hidrogénio,
  • 50 km via bateria de alta tensão.
 

O carregamento da bateria de alta tensão (10,5 kWh) é realizado através de uma ficha de carregamento situada na lateral dianteira esquerda. O carregador de bordo, trifásico (11 kW) permite os seguintes tempos de carregamento:

  • através de uma Wall Box 11 kW (32A): carregamento completo em menos de uma hora,
  • através de uma tomada reforçada (16A): carregamento completo em 3h,
  • através de uma tomada standard (8A): carregamento completo em 6h.

 

As diferentes fases de funcionamento do sistema ”mid-power plug-in hydrogen fuel cell electric” são as seguintes:

  • No arranque e em baixa velocidade: a bateria de alta tensão apenas fornece ao motor elétrico a potência necessária à tração,
  • A uma velocidade estabilizada: a pilha de combustível fornece a energia diretamente ao motor elétrico,
  • Nas fases de aceleração, ultrapassagem ou subida: a pilha de combustível e a bateria de alta tensão são associados para fornecerem, em conjunto, energia ao motor elétrico,
  • Aquando de fases de travagem e desaceleração, o motor elétrico permite fazer o carregamento da bateria de alta tensão.

 

A potência está disponível desde o arranque, permitindo uma reatividade imediata, sem vibrações, sem ruído, mudanças de velocidade/caixa, sem odor e, obviamente, sem emissões de CO2. O vapor de água libertado pelo tubo de escape é a única “emissão” deste sistema.

 

De forma a garantir a segurança dos peões, em urbano e para velocidades até aos 30 km/h, é emitido um sinal sonoro, por forma a assinalar a presença do veículo, tanto a circular “em frente”, como em marcha atrás.

 

Para que os utilizadores desfrutem do seu veículo com toda a tranquilidade, a bateria de alta tensão tem uma garantia de 8 anos ou 160.000 km para um mínimo de 70% da sua capacidade de carga.

O cockpit do novo PEUGEOT e-EXPERT Hydrogen

Ao nível do posto de condução, a consola central foi desenhada para receber:

 

  • o comando da caixa “e-Toggle”, perfeitamente integrado e ergonómico, este dá acesso às funções Park / Reverse / Neutral / Drive e Brake,
  • o seletor dos 3 modos de condução, Eco / Normal / Power,
  • o comando do travão de estacionamento elétrico,
  • um espaço de arrumação na parte superior,
  • uma rede de arrumação lateral junto ao suporte de travão de estacionamento elétrico.
 

O novo PEUGEOT e-Expert Hydrogen disponibiliza 3 modos de condução, através do seletor de modo:

  • Eco (60 kW, 190 Nm): favorece a autonomia,
  • Normal (80 kW, 210 Nm): otimizado para uma utilização no dia-a-dia,
  • Power (100 kW, 260 Nm): otimizado e focado na performance, aquando do transporte de cargas mais pesadas.

 

Estão disponíveis dois modos de travagem, com tipologias de regeneração de baterias adaptadas:

  • moderado, para obter sensações idênticas/próximas às de um veículo térmico,
  • aumentado (acessível através do botão “B” (Brake), localizado no comando da caixa), para uma desaceleração acentuada ao retirar o pé do pedal de acelerador.

O novo PEUGEOT e-Expert Hydrogen está equipado com travão de estacionamento elétrico. Além de libertar espaço no painel de bordo, esta função automática, confere um maior conforto e tranquilidade na condução do dia-a-dia.

 

O painel de instrumentos evoluiu, por forma a partilhar as informações necessárias à gestão de um veículo elétrico com pilha de combustível:

  • um indicador de potência para visualizar o nível de consumo de energia (ECO, otimização de energia; POWER, potência máxima; CHARGE para a recuperação de energia),
  • um indicador de nível de hidrogénio,
  • um indicador de nível de carga da bateria,
  • uma ecrã a cores, permite visualizar as informações do computador de bordo e autonomia.