Instinct Concept: O Shooting brake by Peugeot

DESIGN

As proporções do PEUGEOT INSTINCT CONCEPT assentam na grande tradição dos mestres carroçadores. As linhas cinzeladas são arqueadas, envolvendo o mais possível a técnica e os ocupantes. O longo capot sugere os 300 cavalos desenvolvidos pela corrente da tração PHEV, enquanto as cavas de rodas, de arco generoso, expressam a ligação à estrada e a potência deste quatro rodas motrizes.

A imagem da frente apresenta um olhar intensamente expressivo. Tal como a pupila de um olho, a lente de uma câmera encontra-se colocada no centro de cada farol de LED. Esta perspetiva visualiza o ambiente do veículo para fornecer informações aos sistemas de assistência à condução. A grelha apresenta uma permeabilidade diferente de acordo com o local, estrutura semi-oca que integra um Leão cuja base em branco vivo se coloca em destaque no modo Autonomous.

AERODINÂMICA

i

Quando em movimento, um automóvel desloca um volume de ar que resiste ao seu avanço. Ao longo dos tempos, os engenheiros têm procurado desenvolver a aerodinâmica para reduzir os consumos e melhorar o conforto dos passageiros. No futuro, este último ponto assumirá ainda mais importância. Com a condução autónoma, os ocupantes de um automóvel irão envolver-se em novas atividades a bordo, descobrindo novos prazeres.

Ainda no que se refere aos projetores, a assinatura luminosa estende-se a toda a altura da máscara frontal. Além disso, desdobra-se a uma velocidade de 90 km/h com uma dupla finalidade. Os dois feixes de luz estão ligados na parte inferior por uma lâmina, dando apoio adicional ao trem da frente. Por outro lado, esse movimento revela uma abertura para reduzir a pressão sobre a carroçaria durante a deslocação da viatura. O ar é então elevado à frente e expulso para fora na superfície das rodas. Essa carenagem virtual das rodas tem por objetivo anular as interferências aerodinâmicas com as ligações ao solo, em combinação com o trabalho das jantes de cinco raios. Feitas em alumínio, elas são atravessadas por sulcos finos que contribuem para a sua leveza. Esta função aerodinâmica também está presente na traseira, sendo que aqui o fluxo de ar é elevado através de uma abertura prática ao nível da cintura da carroçaria no portão da frente, sendo, de seguida, direcionada para o difusor, que integra as luzes 3D unidas por uma faixa luminosa.

Na zona superior, o tejadilho em vidro mergulha na direção dos passageiros graças ao seu perfil curvo, num desenho realçado pela tonalidade em azul profundo, com uma tripla camada de verniz, que reveste toda a carroçaria.

/image/02/7/hd-peugeot-g17-studio-elevation-neutre-ferme-v2.182027.jpg

/image/02/8/hd-peugeot-g17-studio-elevation-neutre-ouvert-v2.182028.jpg

/image/02/9/hd-peugeot-g17-studio-elevation-aero-v2.182029.jpg