INFORMAÇÃO COVID-19 Saber mais

308 R HYbrid: MOTORIZAÇÃO DE ULTRADESEMPENHO

/image/01/3/308_r_hybrid.65013.jpg
/image/01/3/308_r_hybrid.65013.jpg

308 R HYbrid: MOTORIZAÇÃO DE ULTRADESEMPENHO

" O PEUGEOT 308 R HYbrid faz parte de um clube muito restrito, o das viaturas que vão de 0 a 100 km/h em menos de quatro segundos." Jean-Philippe Delaire, PEUGEOT Sport

DESENVOLVIDA PELA PEUGEOT SPORT

/image/02/6/peugeotsport.65026.jpg

A PEUGEOT Sport recorreu à sua experiência técnica e ao seu palmarés em competição para determinar as características dos componentes e a sua localização ideal. A cadeia de tracção reúne, assim, três fontes de potência que podem motorizar a viatura, de forma independente entre si:
- 4 cilindros a gasolina 1.6 THP 270 S&S, motor com a potência específica mais elevada no mundo para esta cilindrada
- um motor eléctrico, com uma potência de 85 kW / 115 c, associada à caixa de velocidades de 6 velocidades
- um motor eléctrico, com as mesmas características, no eixo traseiro.

Para garantir um comportamento dinâmico irrepreensível, os pesos são centrados e reduzidos ao máximo. A bateria de Lítio-Ião de 3 kWh com uma excelente relação potência/compacidade encontra-se instalada por baixo dos bancos traseiros, no local do depósito de gasolina. Com um volume de 50 litros, este encontrar-se-à de futuro instalado na bagageira, junto ao motor eléctrico traseiro e aos dois transformadores. Na sua procura da perfeição, os engenheiros da PEUGEOT Sport reviram a concepção do fundo do depósito para que este fique o mais próximo possível dos elementos técnicos. São, então, alguns milímetros suplementares ganhos em altura, em benefício do desempenho.

O comportamento dinâmico do PEUGEOT 308 R HYbrid é temível, nomeadamente em saída de curva, através da transmissão integral. O sistema de travagem está à altura dos desempenhos com discos ventilados de 380 mm de diâmetro fixos por quatro pistões na dianteira e discos de 290 mm na traseira. No entanto, não são utilizados em todas as travagens.
Com efeito, a PEUGEOT Sport desenvolveu a cadeia de tracção para desacelerar, através dos motores eléctricos em todo o intervalo de velocidade, ou seja, a partir dos 250 km/h. Para além de preservar os discos e pastilhas, esta travagem de recuperação é uma das três soluções para recarregar a bateria.