2º LUGAR PARA O TEAM PEUGEOT TOTAL NO WRX

wrx

14 e 15.04.2018 | 1º PROVA - BARCELONA

 O Team PEUGEOT Total enfrentou um conjunto de condições excecionais naquela que foi a sua prova de lançamento no Campeonato do Mundo de Ralicross, uma vez que as chuvas torrenciais inundaram, no sábado, o circuito de Barcelona-Catalunha, aquando das duas primeiras sessões de Qualificação. No domingo, sob um tempo mais ameno, o nónuplo Campeão do Mundo de Ralis, Sébastien Loeb, terminou o dia no 2º lugar, após uma Final renhida, numa conquista amplamente merecida para a equipa PEUGEOT, após meses de duros preparativos para a sua entrada na disciplina como construtor oficial.

wrx
  • Sébastien Loeb levou o seu PEUGEOT 208 WRX até à Final, depois de dois dias de competição particularmente difíceis. O piloto francês terminou a jornada espanhola no 2º degrau do pódio (em vez do 3º, após a desclassificação de Matthias Ekström, vencedor inicial da Final), tendo sido, assim, o melhor do trio de pilotos do Team PEUGEOT Total, nesta que foi a prova de estreia da equipa no World RX. Esta performance, que destaca os esforços conjuntos da equipa, foi possível graças à disponibilidade do seu companheiro de equipa Kevin Hansen, que não está registado para marcar pontos para a formação oficial, e que lhe cedeu o seu lugar nas Meias-Finais. Loeb voltou a demonstrar a sua habilidade de atingir lugares no pódio, após ter estado, num passado recente, mais habituado às dunas da América Latina ou ao asfalto da Córsega.
  •  Quanto a Timmy Hansen, o piloto demonstrou uma velocidade incrível ao longo do fim de semana, embora não tenha podido converter essa performance em resultados, fruto de uma paragem devido a um problema elétrico nas Semi-Finais, quando era líder por uma margem significativa. Nas mangas de Qualificação e apesar das terríveis condições atmosféricas, o sueco obteve uma vitória e dois 2ºs lugares, alcançando confortavelmente um lugar nas Semi-Finais e confirmando que é um forte adversário a ter em conta. Apesar da deceção por não ter alcançado o pleno de pontos em Barcelona, Hansen mostrou-se muito satisfeito com a competitividade do seu carro e as evoluções registadas ao longo do inverno. Resta-lhe preparar a vingança na próxima prova, em Portugal.
  •  Ao volante de um terceiro PEUGEOT 208 WRX, Kevin Hansen, piloto que não marca pontos para o Team PEUGEOT Total, terminou as mangas de Qualificação no 12º lugar, tendo depois abandonado, cedendo o seu lugar nas Semi-Finais a Sébastien Loeb, seu companheiro de equipa. O piloto mais jovem do plantel registou um desempenho promissor ao longo do dia de sábado, mas no domingo foi afetado por um problema técnico no início das mangas de Qualificação. Ainda assim, provou a sua velocidade e a do seu PEUGEOT 208 WRX.
wrx

Bruno Famin, Diretor da PEUGEOT SPORT

“Foi um fim de semana muito complicado, cheio de surpresas e reviravoltas. As condições meteorológicas de sábado, com chuva torrencial, não facilitaram as coisas. Quando a pista secou, ganhámos muito em velocidade com o carro. No geral, estamos satisfeitos com a velocidade que alcançámos nestas diferentes condições e por terminarmos o fim de semana com um excelente 2º lugar. Demonstrámos que estamos muito próximo dos nossos concorrentes, algo que, para ser honesto, não esperava. Obviamente que estou muito feliz pela equipa, que é nova em termos de estrutura e que já está a alcançar grandes resultados. Acho que ultrapassámos o nosso primeiro desafio no ralicross, que era ter os nossos carros nas grelhas de todas as mangas. Foi pena o problema elétrico que afetou o Timmy quando liderava com uma boa vantagem, mas este tipo de situações surgem, por vezes, no automobilismo. Precisamos identificar o problema e resolvê-lo. Em qualquer caso, estamos confiantes para atacar a temporada.”

Kenneth Hansen, Diretor do Team PEUGEOT Total

“Tivemos um fim de semana de altos e baixos: piões, acidentes, uma meteorologia terrível, mas também grandes vitórias. O Timmy foi muito rápido e o Sébastian teve um início difícil no seu caminho rumo ao 2º lugar do pódio, resultado de que estamos muito orgulhosos. O Kevin também teve algumas dificuldades no início, mas acho que podemos resolver a situação com alguns ajustes. No geral, foi muito encorajador ver o Timmy dominar a sua Semi-Final antes de ter que parar, pelo que estou convencido de que ele poderia ter ganho a prova. Sabia que todo o Team PEUGEOT Total havia feito um excelente trabalho, mas não esperava estar ‘taco a taco’ com construtores mais experientes já neste início da temporada.”

Sébastien Loeb, Piloto do Team PEUGEOT Total (PEUGEOT 208 WRX #9)

“Em Barcelona, passámos por todas as emoções possíveis de se viver no ralicross num único fim de semana. O início não me correu nada bem e depois de, nas Qualificações, ter partido uma suspensão em duas ocasiões, não esperava de todo chegar às Semi-Finais. Pude fazê-lo graças ao abandono do Kevin e, a partir desse momento, tudo correu muito bem. Tive um pouco de sorte, mas de qualquer modo, esta grande montanha de emoções não é fácil de gerir! A performance de velocidade do Timmy é encorajadora porque demonstra que o carro é competitivo e que demos um importante passo em frente neste inverno. Agora vamos continuar nessa direção.”

Timmy Hansen, Piloto do Team PEUGEOT Total (PEUGEOT 208 WRX #21)

“A coisa mais frustrante neste fim de semana foi não ter sido capaz de capitalizar tudo o que houve de muito positivo. As sensações com o carro foram muito boas durante todo o evento. Na Semi-Final, quando tinha um bom avanço na frente, tudo parecia simples, quase sem esforço. Depois o carro parou, assim, de repente, algo que foi um pouco difícil de aceitar. Mas tudo somado, o que ficou foi a rapidez e o desempenho do carro desde o início do fim de semana. É um carro com o qual sei que posso ganhar. Agora estou ansioso por estar em Portugal e ser capaz de me vingar.”

Kévin Hansen, Piloto do Team PEUGEOT Total (PEUGEOT 208 WRX #71)

“Para uma prova de abertura, tudo correu muito bem. Nós, como companheiros de equipa, conhecemo-nos bem desde o ano passado, e mesmo que a equipa seja nova, senti-me muito confortável. Fiquei muito satisfeito com o dia de sábado, onde tive uma boa velocidade na Q1 e na Q2, e diverti-me muito ao volante. Na manhã de domingo tivemos um problema no início e perdi muito tempo na geral, caindo para o 12º lugar. O Sébastian estava logo atrás de mim, pelo que decidimos ceder-lhe o meu lugar, em benefício da equipa. Era uma eventualidade que já existia no ano passado e para a qual eu estava preparado. Estarei, assim, com mais vontade de atacar na próxima prova, dentro de duas semanas.”

wrx

WORLD RX 2018 – BARCELONA (1ª prova)

CLASSIFICAÇÃO DA “FINAL”

  1. Johan KRISTOFFERSSON / VW Polo R – 04:36.568
  2. Sébastien LOEB / PEUGEOT 208 WRX 04:37.783
  3. Andreas BAKKERUD / Audi S1 – 04:38.957
  4. Niclas GRÖNHOLM / Hyundai i20 – 04:43.667
  5. Petter SOLBERG / VW Polo R – 04:47.832

Desclassificado: Mattias EKSTRÖM / Audi S1 – 04:36.039

CAMPEONATO DE PILOTOS (após 1ª prova de 12)

  1. Johan KRISTOFFERSSON / Volkswagen Polo R – 27 pontos
  2. Petter SOLBERG / Volkswagen Polo R – 24
  3. Andreas BAKKERUD / Audi S1 – 20
  4. Mattias EKSTRÖM / Audi S1 – 19
  5. Niclas GRÖNHOLM / Hyundai i20 – 18
  6. Timmy HANSEN / PEUGEOT 208WRX – 16
  7. Sébastien LOEB / PEUGEOT 208 WRX – 14

  1. Kevin HANSEN / PEUGEOT 208WRX – 5

CAMPEONATO DE EQUIPAS (após 1ª prova de 12)

  1. PSRX Volkswagen Sweden – 51 pontos
  2. EKS Audi Sport – 39
  3. Team PEUGEOT Total – 30
  4. GRX Taneco – 29
  5. GC Kompetition – 17
  6. Olsbergs MSE – 14

PRÓXIMA PROVA: MONTALEGRE, PORTUGAL

A próxima prova do Campeonato do Mundo FIA World RX realiza-se em Portugal, no fim de semana de 28 e 29 de abril, no circuito Montalegre, a norte do país, muito perto da fronteira espanhola. Localizado nas colinas da região de Vila real, a pista portuguesa situa-se a 1800 metros de altitude, a maior do calendário. Ao contrário de Barcelona, o complexo de Montalegre foi projetado especificamente para o ralicross, num circuito de 0,95 km de comprimento, 60,4% em asfalto e 39,6% em terra.